Publicidade

Descubra como funciona o Pronatec, com ele você se capacita para ter mais chances no mercado de trabalho.

Em 2011 foi promulgado o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, seu objetivo é formar jovens e adultos, sobretudo, os mais carentes.

Publicidade

Ao longo do tempo a iniciativa vem se ampliando e em 2022 continua sendo uma boa opção para formação educacional.

Neste texto você descobre todos os principais pontos do programa, bem como quais os cursos que são oferecidos pelo Pronatec.

Pronatec: Tipos de cursos!

Antes de conhecer as vagas é preciso entender a sua forma de distribuição, atualmente, o Ministério da Educação (MEC) disponibiliza os cursos do Pronatec nas seguintes frentes:

Publicidade

  • MedioTec – Reúne cursos técnicos concomitantes com o ensino médio. Ou seja, aqui o inscrito tem a formação técnica e também o certificado do médio
  • Rede e-Tec – É responsável por garantir cursos no formato EAD (Educação a Distância), por exemplo
  • Sistema de Gratuidade nos Serviços Nacionais de Aprendizagem – É parceira com instituições como Senac, Senai, Sest, etc
  • Oferta Voluntária – Aqui estão os cursos de qualificação profissional, e de nível técnico continuado (para pessoas que já concluíram o ensino médio, por exemplo).

As vagas de todas as versões são distribuídas entre as instituições federais, estaduais, municipais e da rede privada.

Outro aspecto é que não se trata apenas de formação técnica-profissional.

Todas as instituições parceiras seguem um protocolo pedagógico.

A ideia é que os participantes também sejam preparados para se engajarem em causas importantes para sociedade.

Conforme visto, boa parte das oportunidades oferecidas estão nas escolas técnicas.

Porém, muitos centros profissionalizantes oferecem cursos para os interessados, abaixo você vai conhecer as principais áreas de formação e qualificação.

Cursos Técnicos

As oportunidades desse grupo estão reunidas no Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT).

Esse é um documento criado pelo MEC e que ajuda a direcionar o que as instituições formadoras devem oferecer aos estudantes:

  • Técnico em Farmácia
  • Técnico em Nutrição
  • Técnico em Eletrônica
  • Técnico em Mecânica
  • Técnico em Alimentação Escolar
  • Técnico em Administração
  • Técnico em Recursos Humanos
  • Técnico em Logística
  • Técnico em Informática
  • Técnico em Edificações
  • Técnico em Guarda e Segurança
  • Técnico em Agroindústria
  • Técnico em Rádio e Televisão
  • Técnico em Análises Clínicas
  • Técnico em Agricultura
  • Técnico em Segurança do Trabalho
  • Técnico em Cozinha.

Qualificação Profissional

Aqui a lista reúne centenas de funções que são baseadas no CBO (Código Brasileiro de Ocupações), dentre alguns dos mais procurados estão:

  • Agente de informações turísticas
  • Bombeiro civil
  • Cozinheiro
  • Editor de vídeo
  • Eletricista industrial
  • Garçom
  • Idiomas (Alemão, espanhol e inglês)
  • Maquiador
  • Operador de empilhadeira
  • Recepcionista
  • Vigilante.

É importante reforçar que os custos dessas qualificações e cursos são mantidos pela Bolsa-Formação, parte fundamental da estrutura do programa, isso quer dizer que você não paga nada.

Público prioritário

Mas, para ter acesso aos benefícios do programa você tem que se enquadrar nestas situações:

  • Estudante do ensino médio, matriculado na rede pública (também entram os inscritos no EJA)
  • Trabalhadores
  • Pessoas inscritas no Auxílio Brasil, dentre outros programas
  • Estudante que concluiu o ensino médio na rede pública, ou bolsista integral na rede privada.

A gratuidade é oferecida a trabalhadores do campo (agricultores) e que participam de atividades extrativistas.

pronatec

Como se inscrever?

As inscrições seguem as demandas liberadas pelas instituições parceiras do MEC.

Desse modo, todo o processo é feito diretamente no portal da escola profissionalizante.

A primeira coisa que você deve fazer é conferir quais são os parceiros, clicando aqui você tem acesso a principal lista do MEC.

Definida a instituição, você vai escolher o curso e preencher as informações cadastrais solicitadas.

Em alguns casos, será solicitado comprovação de renda, escolaridade e o envio de documentos básicos, tais como CPF e RG.

Por outro lado, para participar dos cursos nas redes Federal, Estadual e Municipal, em muitas situações, é preciso participar de processo seletivo.

Como se tratam de vagas limitadas, um vestibular é aplicado.

O Pronatec na rede privada depende da disponibilidade de vagas (para determinado curso) e que você atenda os requisitos básicos estabelecidos.

Se você quer investir na formação técnica em uma determinada área, o programa é o canal certo para ter o diploma.

Confira mais artigos sobre ele no nosso blog e fique sempre bem atualizado!

Publicidade